Cápsula de Cólon

Uma pequena cápsula percorre todo o sistema digestivo captando imagens e enviando-as a um receptor de um pequeno computador que fica preso ao corpo do paciente por uma cinta. A cápsula é engolida pelo paciente e posteriormente eliminada pelo organismo, sendo totalmente descartável.

A quantidade e qualidade das imagens (mais de 50 mil fotografias) permitem um diagnóstico preciso de doenças e auxiliam o médico a indicar o tratamento adequado para cada situação.

A diferença para a Cápsula Endoscópica é que a de Cólon serve para examinar o cólon e tem um funcionamento um pouco diferente, mas os exames, para o paciente, são muito parecidos. É uma maneira não invasiva e segura de visualizar o cólon inteiro, permitindo a visualização direta da mucosa. É, portanto, uma alternativa a colonoscopia, considerada até agora o padrão ouro no rastreamento do câncer colorretal.

A cápsula, que mede 31×11 milímetros, possui duas câmeras internas, que permitem capturar 4 imagens por segundo, e uma bateria de 10 horas para permitir a exploração de todo o cólon.

A técnica é realizada sem sedação e em nível ambulatorial. São colocados sensores ligados ao abdômen que são responsáveis, após a ingestão da cápsula, por transmitir imagens das câmeras para um aparelho colocado em uma correia exterior na cintura do paciente. Quando o deslocamento da cápsula é concluído e após sua expulsão por via retal ou após a exaustão da bateria, o paciente retorna ao Centro, onde transfere as imagens coletadas pelo gravador para a estação de trabalho para revisão posterior.

Outras especialidades

Os melhores médicos com a melhor estrutura!